Dr Charles Tannock

Member of the European Parliament for London

Eurodeputados exortam Austrália a negociações justas

Agência Lusa - 14 September 2004

Estrasburgo, França, 14 Set (Lusa) - Eurodeputados do Parlamento Europeu apelaram hoje ao primeiro-ministro australiano e ao Senado daquele país para que respeitem a soberania de Timor-Leste nas jazidas de petróleo e de gás no mar da região. Em duas petições enviadas ao chefe de governo e aos deputados do Senado australiano a propósito da próxima ronda de negociações entre os dois países sobre as fronteiras marítimas, prevista para este mês, os 37 deputados signatários instam as autoridades australianas a encontrar uma solução "rápida e justa" que "garanta a Timor os recursos a que tem direito e que necessita para a reconstrução e desenvolvimento".

"A Austrália está agarrada ao anterior acordo com a Indonésia sobre a partilha do mar de Timor, que já não é válido, e não aceita a jurisdição do tribunal internacional, pelo que é importante alertar para uma solução justa para Timor", afirmou à agência Lusa a eurodeputada socialista Ana Gomes, promotora da iniciativa, que justificou as poucas assinaturas pelo facto dos documentos terem circulado em Agosto, mês de férias dos deputados. As petições pedem respeito pela soberania de Timor nas jazidas mais próximas do território e a aceitação imediata da proposta timorense de realização de encontros mensais para negociar as fronteiras marítimas. Os eurodeputados pedem ainda ao primeiro-ministro australiano, John Howard, que entregue as receitas obtidas nos locais em disputa para distribuição entre os dois países depois alcançado um acordo. Segunda-feira, o eurodeputado britânico Charles Tannock, do Partido Popular Europeu, lamentou, em plenário, que os militares indonésios responsáveis pela onda de violência de 1999 no território timorense "ainda não tenham sido castigados" a nível internacional. TC. Lusa/fim